terça-feira, 26 de maio de 2009

Para Que Serve o Sexo ?

Definitivamente, as coisas nem sempre são o que parecem.

Para que serve o sexo? Na Biologia é assim, uma pergunta tão simples pode levar a respostas muito, muito complexas.

Podemos encontrar, logo de início, dois tipos de respostas. O tipo mais freqüente, em um país de tradições religiosas, como o Brasil, é: Para ter filhos, para continuar a espécie, é óbvio!

Entretanto, não é tão óbvio assim. O sexo, tanto para animais como para os seres humanos, é um fenômeno múltiplo, que ultrapassa, em muito, estas visões errôneas, preconceituosas e restritas que aprendemos não só no catolicismo, mas em muitas outras religiões, cristãs ou não.
Elas se baseiam, não em Deus, que não se manifestou sobre o tema, mas no que os homens de até 2.000 anos atrás acreditavam ser o correto em um assunto que não entendiam muito bem com a ciência de que dispunham: a função da sexualidade.

Por exemplo, a Igreja Católica condena a masturbação por achar que o único local correto para o esperma é uma vagina e, apenas, no período fértil do ciclo menstrual.
Na época de Jesus, pensava-se que o esperma continha tudo que era necessário para formar um indivíduo e que o útero feminino era como um canteiro onde semeava-se o germe da vida, proveniente, exclusivamente, do homem.

O conjunto de crenças e mitos sobre sexualidade levou o Direito Canônico (conjunto de preceitos e normas que a igreja católica usa para determinar as regras a que seus discípulos estão submetidos) a muitos absurdos.
Segundo os Canones Gregorii (cerca de 700 d.C.), a penitência por cometer assassinato é de sete anos de orações alimentadas apenas a pão e água.
Já a pena por ter praticado sexo anal é mais que o dobro: 15 anos.
Para o catolicismo, era preferível matar alguém do que praticar sodomia.

Um comentário:

Regina d'Ávila disse...

Caramba!!!
E agora?? 15 anos??
Estou perdidinha..hahahaha
Não entro nem no purgatório..hahaha
Rindo muiiiiiiiiito....