terça-feira, 4 de agosto de 2009

UM POUCO DE ANAIS NIN

Anais Nin e Hugh Guiler




Henry Miller





















Nin foi amiga e íntima de muitos escritores de primeiro plano como Henry Miller, Edmund Wilson, Gore Vidal, James Agee, e Lawrence Durrell.

A sua amizade e o seu amor apaixonado por Henry Miller (e pela sua mulher June, apesar de não ter mantido com esta uma relação amorosa) influenciam fortemente os dois apaixonados. Nin conhece Miller em 1932. os dois acabariam por manter um caso durante muitos anos.

A correspondência dos dois escritores foi publicada em 1987 com o título "Uma Paixão Literária". Depois de terminado o romance com Miller acabará por acusá-lo de reduzir todas as mulheres à condição de "um buraco" de serem todas a mesma "biológica igualdade

A sua carreira como escritora, começa de fato com a publicação de "D.H. Lawrence: An Unprofessional Study" (1932). Esta obra foi seguida de vários livros incluindo o que é considerado por muitos como a sua obra-prima "House Of Incest" (1936), um poema em prosa que descreve os tormentos psicológicos relacionados com a sua relação com Miller e alegadamente com a mulher deste, June Mansfield.

É também nesta obra que alega ter mantido uma relação incestuosa com o seu pai.
Atualmente, a maioria dos estudiosos aceita a relação com o pai e com June Mansfield apenas como ficção. É também muito conhecida devido aos seus diários ("O Diário de Anaïs Nin") que começou a escrever aos 12 anos e que irão abarcar um período de 60 anos.
Nin é igualmente apreciada pelos seus contos eróticos.

Antes dela, poucas mulheres se atreveram a tentar este tipo de literatura (Kate Chopin é um raro exemplo com The Awakening).


Foi nos anos de 1940, confrontada com graves problemas financeiros, que começou a redigir o romance Delta de Venus (também traduzido como Vénus Erotica) a um dólar por página.




A sua escrita apesar de suave para os nossos dias era escandalosamente explícita para a época (apesar de seguir o estilo surrealista francês, muito em voga nessa altura) possuindo um acento particular sobre a bisexualidade feminina, orientação sexual pela qual Nin sentia muita tolerância
Os diários de Nin serão publicados apenas após a morte de Guiler, especialmente devido ao seu relacionamento intenso e prolongado com Miller
Devido a Guiler conseguiu gozar um casamento seguro durante mais de 50 anos. Pôde também ter um segundo marido na Califórnia, Rupert Pole.
Durante, pelo menos 25 anos, viajou entre Nova Iorque e Los Angeles, entre um marido e outro.
A sua bigamia é um dos tópicos mais discutidos acerca da sua vida, até porque nos Estados Unidos existem muitas pessoas que optam claramente por formas de "casamento" poligamo ou poliandrico.



Em 1973, é nomeada Doutoura honoris causa no Philadelphia College of Art. Em 1974 é eleita membro do National Institute of Arts and Letters.

Faleceu em Los Angeles em 14 de Janeiro de 1977. O seu corpo foi incinerado e as suas cinzas dispersas na Baía de Santa Mónica.
Sem dúvida uma mulher bem a frente do seu tempo.

10 comentários:

A Magia da Noite disse...

há muitas formas de amor, e nem sempre o estereotipo é o que mais importa, há outros amores que ganham força por serem tão diferentes que ninguém o compreende.

Deusa disse...

Magia

Concordo com voce , muitas vezes o diferente assusta!
Beijo carinhoso

Eduardo P.L disse...

Essa turma era prá frente muitos anos luz!!!!
Obrigado pelo link da Vítima em seu sidebar!

Bjs

Pássaro do Atlântico disse...

Olá Deusa,

Lendo seu lindo texto e passando as vistas no comentário da Noite, eu sei que sou um amor diferente e único, pois meu amor, é diferente e por ser diferente, é único...rsrsr

Parabéns pelo post.

Gaspar de Jesus disse...

Tem razão DEUSA.
Esta era uma mulher bem avançada para a época.
gosto de gente assim.
Beijinhos
G.J.

Amiga do Cafa disse...

Deusa,
amei conhecer um pouco da escritora Anais Nin.
Eu tinha aqui em casa , nem sei ainda se está por aqui, o livro " D.H. Lawrence".
Vou caçar...
Ah sim....fiquei impressionada ! Quer dizer que Henry Miller e o Cafa tem algo em comum !?
Conseguem reduzir todas as mulheres à condição de "um buraco".
Fantástico !Hehehehehe
Adorei saber.
Show de cultura !
Beijão !

Salvador disse...

Gracias Deusa desde el viajero con "botas"...jajaja

Gaspar de Jesus disse...

Olá DEUSA
Passei para dizer OBRIGADO pela visita e desejar para si um excelente domingo.
Bjs
G.J.

Eduardo P.L disse...

Muito à frente de seu tempo! E é preciso registrar que o Miller também! Foi um autor definitivo em minha juventude!

Regina d'Ávila disse...

Amigaaaaaaaaaaaaaa,
Estou de volta...
Vejo que gostou de Anais Nin...
Demais, não é??
Super beijosssssssssssssssssssssss
Saudadessssssssss