quinta-feira, 12 de agosto de 2010

EXALTAÇÃO


Bolsa de mulher , sempre uma surpresa , a minha então , uma "caixinha de Pandora "
revirando aqui uns papeis guardados, descobri esse poema da Florbela, escondidinho no bolsinho menor de dentro. Não me lembro a quanto tempo estava la , mas é digno de ser postado.




viver! Beber o vento e o sol! Erguer
Ao céu os corações a palpitar!
Deus fez os nossos braços pra prender,
E a boca fez-se sangue pra beijar!

A chama, sempre rubra, ao alto a arder!
Asas sempre perdidas a pairar!
Mais alto até estrelas desprender!
A glória! A fama! Orgulho de criar!

Da vida tenho o mel e tenho os travos
No lago dos meus olhos de violetas,
Nos meus beijos estáticos, pagãos!

Trago na boca o coração dos cravos!
Boêmios, vagabundos, e poetas,
Com eu sou vossa Irmã, ó meus Irmãos!


Florbela Espanca - Livro de Soror Saudade

4 comentários:

Chica disse...

Lindo achado esse,heim? Valeu!Florbela é maravilhosa!beijos,tudo de bom,chica

expressodalinha disse...

Mas, que estava ele a fazer na bolsa?!

Deusa disse...

Oi Chica
te gosto !!
beijooo

Deusa disse...

Jorge querido ...
nunca se sabe realmente o porque , certos objetos circulam nas nossas bolsas ...srsr