sexta-feira, 23 de março de 2012

ÉVORA







Achei esse trecho aqui na internet da Fernanda Melo , gostei muito e peguei emprestado , porque realmente tem muito a ver comigo.

"Sigo a vida conforme o roteiro, sou quase normal por fora, pra ninguém desconfiar.
 Mas por dentro eu deliro e questiono.
 Não quero uma vida pequena, um amor pequeno, uma alegria que caiba dentro da bolsa.
 Eu quero mais que isso.
 Quero o que não vejo.
 Quero o que não entendo.
 Quero muito e quero sem fim.
 Não cresci pra viver mais ou menos, nasci com dois pares de asas, vou aonde eu me levar.
 Por isso, não me venha com superfícies, nada raso me satisfaz. 
Eu quero é o mergulho. Entrar de roupa e tudo no infinito que é a vida.
 E rezar – se ainda acreditar – pra sair ainda bem melhor do outro lado de lá."

Minhas asas me levaram até Évora , em busca de um passado quase perdido.

8 comentários:

✿ chica disse...

Que maravilha isso!!! E tuas palavras também!!
Fazia tempo não te via! beijos,chica

Eduardo P.L disse...

Deusa,

estamos aguardando sua participação no MEU RETRATO NO VARAL. Saiba mais no www.cimitan.blogspot.com/

Bjs

Eduardo P.L disse...

Deusa,

aguardo sua participação no MEU RETRATO NO VARAL.

bjs

Deusa disse...

Chica querida
saudades mesmo das pessoas , dos momentos, enfim desse mundo paralelo que é a net
Você é especial , ta guardadinha aqui do lado esquerdo do peito.
beijo carinhoso querida

Deusa disse...

Eduardo meu querido
que saudades das pessoas especiais que conheci aqui.
Você tambem é uma delas
Sempre incentivando os demais , com suas idéias fantásticas.
Algumas pessoas realmente não passam despercebidas , você é uma.
Um abraço bem carinhoso

Maria disse...

Amigaaaaaaaaaaaaaaa...

Estás cá em Portugal????



Vens a Lisboa ou Cascais????

Me diz que eu te vou abraçar..

Vou te mandar meu tel. por mail. Beijossssssssssssssss :-)

Eduardo P.L disse...

Mande seu RETRATO NO VARAL. Estamos aguardando!
Bjs

expressodalinha disse...

Cromleque dos Almendres. Tenho uma reportagem sobre isso lá Expresso. Boa estadia.